Marília publica decreto que coloca cidade na fase vermelha da flexibilização

Após ser rebaixada para a fase mais restritiva do Plano São Paulo, cidade seguia com comércio aberto com base em liminar, derrubada pelo STF.

Novo decreto determina que apenas serviços essenciais possam funcionar.

Novo mapa do Plano São Paulo, atualizado em 26 de junho de 2020 Divulgação/ Governo de SP A prefeitura de Marília (SP) publicou no fim da tarde desta segunda-feira (29) o decreto que recoloca a cidade na fase 1 (vermelha), a mais restritiva do Plano São Paulo.

A partir de agora, só poderão funcionar setores considerados essenciais, e mesmo assim cumprindo regras de prevenção ao coronavírus. A medida só foi tomada como consequência da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que suspendeu a liminar que autorizava a prefeitura de Marília a criar as próprias regras para a flexibilização do comércio.

Acompanhe ao VIVO as últimas notícias sobre o coronavírus na região. Apesar de a cidade ter sido rebaixada para a fase vermelha no último dia 19, o prefeito Daniel Alonso (PSDB), contrário à decisão, manteve Marília funcionando como se estivesse na fase 2 (laranja).

Com a decisão do STF, Alonso precisou recuar.

(Veja abaixo o que pode funcionar em cada fase) O decreto publicado nesta segunda-feira apenas revoga o artigo da norma anterior, de 8 de junho, que permitia a reabertura gradativa de atividades e segmentos considerados não essenciais. Dentre esses setores liberados no decreto do dia 8/6 estavam o comércio em geral, os shopping centers e setores de serviços, como imobiliárias, concessionárias, escritórios, todos eles como limitação de 20% de sua capacidade e com horário restrito a quatro horas de funcionamento. Também a partir desta segunda-feira, a prefeitura de Marília anunciou um reforço na fiscalização, com a alocação de mais de 100 servidores públicos para auxiliar as equipes da Vigilância Sanitária na orientação e fiscalização no combate à pandemia.

Confira abaixo o que é permitido em casa fase Fase 1, vermelha: alerta máximo, funcionamento permitido somente aos serviços essenciais Fase 2, laranja: controle, possibilidade de aberturas com restrições Fase 3, amarela: abertura de um número maior de setores Fase 4, verde: abertura de um número maior de setores em relação à fase 3 Fase 5, azul: "Normal controlado" - todos os setores em funcionamento, mas mantendo medidas de distanciamento e higiene. Plano do governo de São Paulo para flexibilização da quarentena no estado Governo de SP/Divulgação Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília Initial plugin text
Categoria:SP - Bauru e Marília