Audiência pública para tentar esclarecer quadro crítico da Cohab é realizada em Bauru

Companhia é investigada pelo Ministério Público e, agora, também vai ser acompanhada por uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) da Câmara Municipal.

CEI faz audiência pública para tentar esclarecer quadro crítico da Cohab Bauru Reprodução/TV TEM A audiência pública e a primeira reunião parlamentar de inquérito para discutir supostas irregularidades e uma dívida milionária ocorreu nesta quinta-feira (13), em Bauru (SP). O objetivo foi entender as razões que levaram a companhia de habitação dívidas milionárias, pagamentos de indenizações extra judiciais e a divergências de acordos com a Caixa Econômica Federal. De acordo com o presidente da Cohab, Arildo Lima júnior, 80% do patrimônio da companhia estão penhorados por conta das dívidas com as construtoras.

"Como existe dívidas da Cohab, principalmente das construtoras e empreiteiras que construíram os núcleos habitacionais e entraram com ação contra a Cohab, foi solicitado que, nos devidos processos, a penhora de imoveis que a companhia possui", explica. A vereadora Chiaria Ranieri, quem solicitou uma audiência publica, afirmou que uma parcela da responsabilidade é da Caixa Econômica Federal. CEI faz audiência pública para tentar esclarecer quadro crítico da Cohab Bauru “Grande parte da dívida da Cohab não foi feita pela companhia, e sim pela Caixa Econômica Federal, que deixou de repassar os recursos para as construtoras", afirma. Na audiência, também foi solicitado que todos os ex presidentes e ex diretores financeiros, entre 1998 e 2010, participassem, pois este é o período que apresenta divergência no pagamento do seguro habitacional. Três compareceram e dois faltaram, sendo o relator Markinho de Souza (PP) e o pastor Luiz Carlos Barbosa (PRB). Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília
Categoria:SP - Bauru e Marília